Borboletas na Paulista - Objetos Flutuantes Urbanos

Intervenção com origami, reciclados e energia eólica realizada nas saídas de ar do metrô na Avenida Paulista em 11 e 18 de dezembro de 2016.

Installation with origami, recycling and eolic energy in public space, performed in december, 2016 in Paulista Avenue, São Paulo, Brazil.

Menos 1 Invisível

Dança, Visuais, Performance

Minha participação no Coletivo Interlinguagens Menos 1 Invisível aconteceu principalmente no ano de 2014.

O grupo apresentou o ensaio aberto Turning Dance, inspirado na obra de J. M. W. Turner no Espaço Arara em 09/2014.

O espetáculo Passeio Sobre a Paisagem, inspirado nas obras de Akira Kurosawa e Vincent Van Gogh, foi apresentado na Fábrica de Cultura São Luís em 05/2014.

Integrantes: Cléia Plácido, Daniel Freitas, Daniel Seda, Marcos Battistuzzi, Tatiane Ramos, Rafael Markhez.

Mainly during 2014 I've made a practical research with Collective Interlinguagens Menos 1 Invisível.
This group presented openly to the public the unfinished spetacle Turning Dance, inspired by the work of J. M. W. Turner in Arara Space 09/2014.
Another presentation, A Walk On Landscape, inspired by the works of Akira Kurosawa and Vincent Van Gogh, was presented at the Fábrica de Cultura São Luis, a public school of arts, in 05/2014.
Members: Cléia Plácido, Daniel Freitas, Daniel Seda, Mark Battistuzzi, Tatiane Ramos, Rafael Markhez.

http://menos1invisivel.blogspot.com.br/

OFU - Objetos Flutuantes Urbanos - Borboletas

Instalação com Origami em Espaço Público

Intervenção realizada em 2014 na Avenida Paulista, São Paulo, Brasil.

Agradecimentos a Rogério Borovik e Eduardo Verderame pelo apoio e pelas imagens.

OFU - Objects Floating Urban - Butterflies
Installation with Origami in public space This was performed in 2014 on Avenida Paulista, São Paulo, Brazil.

Thanks to Roger Borovik and Eduardo Verderame for the support and images.
 

1000 Tsurus em Pessoa

Intervenção realizada durante a Virada Cultural 2013, em São Paulo

Stephen Crane, uma pessoa feita por tsurus, passeia suspenso por balões de hélio em meio ao público da Virada Cultural, no Centro de São Paulo.
 

Stephen Crane is a person made by tsurus, or paper japanese cranes, and he walks over the crowd of the Virada Cultural, at Downtown São Paulo.

link para o conteúdo de fotos e vídeos publicados no Facebook do evento:

https://www.facebook.com/events/457898960958097/

Interventions happened at saturday, 18 in the following time and places


As intervenções aconteceram no sábado dia 18, 
às 18h no Palco São João 
as 19h no Palco Arouche 
às 21h em frente à Biblioteca Mário de Andrade
e às 22h na Praça da República.

 

In the sunday, 19


No domingo dia 19 
às 14h nos palcos da Cásper Líbero 
e às 15h no Palco Estação da Luz 

 

onde Stephen Crane distribuiu todos os seus tsurus para o público 
e ascendeu aos céus, pleno em sua leveza.

where Stephen Crane distributed himself and the tsurus to the people and flyed into the sky, fulfilled in lightness

 

Thanks to my staff


Agradeço à equipe
Carolina Mandell
Paulo Sokobauno
(operação do boneco)

Vanessa Eça
Beatrice Navas
(assistência de produção)

e

Paulo Pereira
(registros em foto e vídeo)

 

I also thanks to the curators of Virada Cultural who took the project and believed in it.


Agradeço também aos curadores da Virada Cultural em especial à
Giselle Beiguelman e ao Alex Antunes que receberam o projeto e o levaram em consideração,
ao Pedro Alexandre Sanches pela entrevista no blog da Virada 
http://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/artes-visuais-giselle-beiguelman-no-caminho-dos-passos-reencontrados/

 

and to everyone who took pictures, interacted with it or whatever.


e a todas as pessoas do público que fotografaram espontaneamente, que interagiram, que o chamaram de "padre dos balões", que perguntaram "quanto é o balão, moço?" e que aceitaram os tsurus que formavam o conteúdo do Stephen Crane, ou 1000 Tsurus em Pessoa, ou (na programação da Virada) Dragão de 1000 Tsurus.


Valeu gentes!

Daniel Seda
Virada Cultural 
São Paulo, Brasil
2013

:D

 


Aqui o registro do começo deste trabalho, em 2011, quando os 1000 tsurus foram dobrados:
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150271505102909.338500.579672908&type=3

 Here the beginning of the work when the 1000 tsurus was folded in four months of 2011.

Namahaiku - LiveHaiku

Almir Almas & Daniel Seda

Since 2007 the Namahaiku project presents transcreations and originial multimedia haikai/haiku at urban space.

Namahaiku is a creation of Almir Almas, Cheli Urban and Daniel Seda with a Vanessa Eça production.

Desde 2007 o projeto Namahaiku originalmente criado por Almir Almas, Cheli Urban e Daniel Seda apresenta transcriações e criações originais de Haikus em uma versão multimídia no espaço urbano.

Em suas diversas apresentações já contou com participação de diversos artistas e colaboradores como:

In many performances, here are some people who worked with Namahaiku 

Ana Hikari

Beatrice Navas

Carolina Mandell

Camila Vieira

Vanessa Eça

Paulo Pereira

Paulo Sokobauno

Sandra Kanazawa

Gabriel Centurión

Freak Garcia

Site:

www.namahaiku.com

ILLA - Iluminação Profana

Performance de Aychele Szot, live image de Daniel Seda

Apresentação única de dança criada por Aychele Szot com live images de Daniel Seda

https://iluminacaoprofana.wordpress.com/

Apresentado em 2007 no Espaço GAG, São Paulo.

ILLA

é uma performance interdisciplinar que integra dança, poesia, fotografia, animações e live-images.

“illa” significa “aquela” e está no lugar de um nome. é um pronome latino para designar o ser feminino.

é uma proposta de uma mitologia pessoal, de um olhar lançado sobre a realidade invisível dos processos vitais – natureza e cultura.

por meio das figuras da mulher e da árvore, nesta performance são narrados simultaneamente os processos poéticos que se encerram nos ciclos vida – morte – vida / contração – pausa – expansão.

é uma trajetória circular do fluxo entre os opostos – céu e terra, luz e escuridão, superfície e profundidade.

a dança é uma ocupação de espaços. o processo narrado é um acumulação de posições, estados, ações.

num ritual laico, a figura feminina interage com os produtos da árvore: suas folhas, o produto natural; as folhas de papel de seda, um produto cultural.

a suspensão flutuante
das folhas que absorvem a luz
não escapa à queda
que se dá
lentamente
pela atração da terra.

o narrativa aqui é uma série de desenhos no espaço; a dança é uma narrativa actancial.
a poesia que se faz é a sobreposição dos fragmentos dessas narrativas.

concepção,direção e performance: aychele szot

fotografia: luiz câmara
live-images: daniel seda
cenário e adereços: rodrigo schoenherr e aychele szot

ZaratrutA!

Coletivo Performático (2003-2006)

O coletivo ZaratrutA! atuou de 2003 a 2006.

Algumas de suas intervenções estão neste blog:

http://zaratruta.blogspot.com.br/

NeoTao

memorial do coletivo de colagem e performance

https://taoneotao.wordpress.com/

Página que reúne memórias da atuação do coletivo NEOTAO, entre 1996 e 2004.

Se você tem algum material, sobre o grupo, entre em contato!

Please reload